Ontem, 1 de Outubro, em dia do seu 38º aniversário, a GTP-IN viu-se forçada a desencadear um DIA NACIONAL DE LUTA por, Melhores Salários Emprego sem Precariedade e Contra esta Revisão da Legislação Laboral, que se traduziu, de acordo com as decisões tomadas em cada sector/sindicato, em reuniões de empresa, plenários, concentrações, paralisações parcelares, greves e deslocações, em todo o país, e que mobilizou centenas de milhar de trabalhadores e de trabalhadoras.
(Clique nas imagens)
Nos Açores, no âmbito das três Uniões, a cujas direcções o SPRA pertence, e integrados neste DIA NACIONAL DE LUTA, foram realizados plenários de dirigentes, delegados e activistas sindicais, onde foram realçadas as alterações mais gravosas ao Código de Trabalho, tendo sido aprovada uma moção que foi, de imediato e com deslocação do plenário, apresentada, por uma delegação, ao Representante da República, em Angra do Heroísmo; ao Presidente da Assembleia Legislativa Regional dos Açores, na Horta e ao Presidente do Governo Regional dos Açores, em Ponta Delgada.
 
Os Professores e Educadores de Infância rejeitam as alterações ao Código do Trabalho que o Governo pretende introduzir e, indignados perante tamanho retrocesso nas leis laborais, com confiança e determinação, prosseguirão a luta.