Lisboa, 10 Abr (Lusa) - O Ministério da Educação (ME) negou hoje que 20 mil docentes possam vir a ser dispensados pelo Governo no âmbito da mobilidade especial da Função Pública, como estimou o Sindicato dos Professores da Região Centro (SPRC).