thumb

 

 

 

O SPRA/FENPROF esteve, ontem, 15 de março, terça-feira, na EB1/JI Prof. Doutor Alexandre Linhares Furtado (EBI Canto da Maia), em Ponta Delgada, onde desenvolveu a última ação sindical integrada na Campanha da FENPROF pela valorização do "1.º Ciclo do Ensino Básico, sob a temática: 1.º CEB: Caminhos para a sua Valorização, com enfoque nas Condições de Trabalho e de Exercício da Profissão.

 

 

Da Escola Básica Integrada Canto da Maia, contámos com o testemunho de Joaquim Loureiro, professor naquela Unidade Orgânica e Delegado Sindical, que sublinhou a necessidade de haver apoio educativo mais cedo e com mais frequência, para que os objetivos traçados sejam atingidos. Participaram, também, para além de quadros dirigentes do SPRA, de que destacamos o seu Presidente, António Lucas, o Coordenador Nacional do 1.º CEB, Manuel Micaelo,  e o Secretário-geral da FENPROF, Mário Nogueira.

 

Concluir que faltam professores de apoio e de Educação Especial naquela escola,  bem como, de forma generalizada, nas escolas da Região Autónoma dos Açores e no País não foi difícil, uma vez que, com a dotação do pessoal docente existente, por exemplo, na escola onde se deu o encontro com a Comunicação Social, acontece, muitas vezes, que o apoio educativo disponibilizado aos alunos é muito reduzido e, na melhor das hipótese, semanal, e há muitos alunos que dele necessitam diariamente, para que venham a ter o tão almejado sucesso educativo.

 

O contacto havido entre o Secretário-geral da FENPROF com docentes da EB1/JI  Prof. Doutor Alexandre Linhares Furtado reiterou o descontentamento que reina entre docentes deste ciclo de ensino no que diz respeito aos horários de trabalho. Assunto que o SPRA nunca deixa cair, não perdendo nenhuma das oportunidades que tem ao seu alcance e de formas diversas para reivindicar horários de trabalho e reduções da componente letiva por tempo de serviço e idade iguais para todos os níveis e ciclos de ensino. 

O SPRA/FENPROF esteve, ontem, 15 de março, terça-feira, na EB1/JI Prof. Doutor Alexandre Linhares Furtado (EBI Canto da Maia), em Ponta Delgada, onde desenvolveu a última ação sindical integrada na Campanha da FENPROF pela valorização do "1.º Ciclo do Ensino Básico, sob a temática: 1.º CEB: Caminhos para a sua Valorização, com enfoque nas Condições de Trabalho e de Exercício da Profissão.

Da Escola Básica Integrada Canto da Maia, contámos com o testemunho de Joaquim Loureiro, professor naquela Unidade Orgânica e Delegado Sindical, que sublinhou a necessidade de haver apoio educativo mais cedo e com mais frequência, para que os objetivos traçados sejam atingidos. Participaram, também, para além de quadros dirigentes do SPRA, de que destacamos o seu Presidente, António Lucas, o Coordenador Nacional do 1.º CEB, Manuel Micaelo,  e o Secretário-geral da FENPROF, Mário Nogueira.

Concluir que faltam professores de apoio e de Educação Especial naquela escola,  bem como, de forma generalizada, nas escolas da Região Autónoma dos Açores e no País não foi difícil, uma vez que, com a dotação do pessoal docente existente, por exemplo, na escola onde se deu o encontro com a Comunicação Social, acontece, muitas vezes, que o apoio educativo disponibilizado aos alunos é muito reduzido e, na melhor das hipótese, semanal, e há muitos alunos que dele necessitam diariamente, para que venham a ter o tão almejado sucesso educativo.

O contato havido entre o Secretário-geral da FENPROF com docentes da EB1/JI  Prof. Doutor Alexandre Linhares Furtado reiterou o descontentamento que reina entre docentes deste ciclo de ensino no que diz respeito aos horários de trabalho. Assunto que o SPRA nunca deixa cair, não perdendo nenhuma das oportunidades que tem ao seu alcance e de formas diversas para reivindicar horários de trabalho e reduções da componente letiva por tempo de serviço e idade iguais para todos os níveis e ciclos de ensino.