200

 

(comunicado em formato pdf)

 

Numa primeira leitura, podemos destacar a Educação Pré-Escolar com menos 36 horários, o 1.º Ciclo do Ensino Básico com menos 44 horários, a Educação Especial (no conjunto dos grupos 120 e 700) com menos 45 horários e a Educação Física (2.º Ciclo) com menos 32 horários. No conjunto destes grupos referidos foram contabilizados menos 157 horários do que no ano lectivo de 2012/2013, que representam a esmagadora maioria da redução de horários postos a concurso de oferta de emprego.

 

Face a este cenário, o Sindicato dos Professores da Região Açores estranha a redução significativa operada para o ano escolar que se avizinha, que abrange o grupo etário das crianças entre os 5 e os 10 anos. Admitindo os efeitos das quebras de natalidade dos últimos anos, não se explica uma redução tão abrupta nestes níveis de ensino.

 

Igualmente, a redução de horários na Educação Especial apresenta-se de difícil explicação, subentendendo-se que poderá ficar sem apoios um número significativo de alunos.

 

Em reunião, já agendada, com o Senhor Secretário da Educação, Ciência e Cultura, o SPRA irá apresentar estas dúvidas e preocupações relativamente às significativas reduções de recursos humanos na Educação da Região.

 

 

Angra do Heroísmo, 28 de agosto de 2103

A Direção do SPRA