Ontem, dia 18, a FENPROF, a seu pedido, datado de 22 de Junho, reuniu com a nova equipa do Ministério da Educação e Ciência para abordar matérias que considera de intervenção prioritária. O SPRA, preocupado com a discriminação de que foram alvo os docentes em funções nas Regiões Autónomas que concorreram a destacamento por condições específicas e a contratação, recentemente confrontados com uma carta de indeferimento à sua candidatura, denunciou, mais uma vez, a situação e manifestou a sua indignação perante esta injustiça, reiterada, que afecta profundamente estes professores e educadores, vivendo situações dramáticas. O Ministro, Nuno Crato, assumiu o compromisso de reapreciação das candidaturas a DCE e de uma resposta concreta até ao final desta semana ou início da próxima.

Tendo o SPRA denunciado esta situação, desde o primeiro momento, junto da DGRHE e da SREF, aliás, à semelhança do que aconteceu no ano passado, com sucesso, não desmobilizará, porque está convicto da legalidade e da justeza das suas reivindicações.