Nos dias 11 e 12 de Janeiro, realizaram-se, na Escola Tomás de Borba, em Angra do Heroísmo, as reuniões do Conselho Coordenador do Sistema Educativo Regional e da Comissão Permanente do Ensino Público. Dos vários assuntos tratados, o SPRA destaca o afastamento dos sindicatos da Comissão Permanente do Ensino Público. Com esta alteração, ficam os sindicatos arredados desta Comissão, que reúne com maior frequência. Desta proposta da SREF, será fácil tirar conclusões políticas no sentido de afastar os sindicatos de uma comissão que tem grande impacto no Sistema Educativo Regional.

O SPRA destaca, ainda, os inúmeros protestos dos Conselhos Executivos relativamente a questões orçamentais, nomeadamente à redução drástica das verbas destinadas à formação interna para pessoal docente e não docente e as reduções dos orçamentos globais.

Por último, no âmbito da Avaliação do Desempenho Docente, verificou-se a dificuldade de as escolas que registaram um número significativo de docentes candidatos a classificações superiores a Bom calendarizarem a respectiva observação de aulas. De notar que apenas 2,5% dos docentes da Região se candidataram a estas classificações. O SPRA reafirmou, uma vez mais, a necessidade de se rever o modelo de avaliação docente antes do prazo estipulado pela lei.